Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

5 de março de 2017

Os animais e o lamentável retrospecto da vida real


    
   
  Na qualidade de defensor dos animais, trago a baila novamente, a questão dos cães da raça Beagle, cães amáveis que foram submetidos a situações degradantes no Instituto Royal, instituição que contou com o apoio de ativistas, há três anos na matéria que foi veiculada pelo programa “Conexão Repórter”, do SBT do jornalista Roberto Cabrini e que foi objeto de um artigo que eu fiz há época. Segue o link: http://jluciano442.blogspot.com.br/2013/11/instituto-royal-o-temor-dos-animais.html. Toda e qualquer forma de maus tratos a estes que só nos dão amor e carinho, sem nada querer em troca! Uma prova inquestionável do quanto nós, seres humanos, temos a aprender com as atitudes tão espontâneas de lealdade e companheirismo com que estes animaizinhos se doam a todos. Digo isto, pois estes animais só fazem o bem e, no entanto, são vítimas de verdadeiros monstros, certos seres humanos, desprovidos de qualquer sentimento e que se investem de um poder como se fossem Semideuses. Com isso, ditam regras, sentenciam e executam animais com a desculpa esfarrapada de que tudo é em prol do bem comum, para salvar vidas por meio de experimentos científicos para descoberta de medicamentos que erradiquem determinadas doenças. Assim como muitos ativistas, eu também sou contra a isso, pois de fato o que está em voga é o enriquecimento da indústria farmacêutica. Assistam abaixo matéria que foi ao ar no programa “Conexão Repórter”, apresentado pelo jornalista Roberto Cabrini, que faz um retrospecto do que ocorreu há três anos e como estão os personagens da referida matéria atualmente:




   Penso que, a erradicação de doenças, passa indiscutivelmente, pela compreensão das pessoas do quanto é fundamental ter uma boa alimentação, como diz a apresentadora e ativista Cristina Mel.  O problema, é que não há uma educação neste sentido. As crianças já crescem com péssimos hábitos alimentares, através de uma dieta rica em gorduras diversas, que são utilizadas na fritura de alimentos, sem falar nos hambúrgueres com fritas que se tornaram uma verdadeira febre no Brasil e no mundo, através dos Fast Food, uma ideia comprada, como muitas outras, dos americanos, o que a rigor, resulta em adultos obesos, com diversos problemas de saúde, tais como: hipertensão, diabetes dentre uma série de outras doenças. Quero deixar claro aqui, que não estou querendo julgar os americanos, até porque não se trata de um julgamento, mas de um fato que precisa ser pensado, pois o que está em questão é a vida dos animais e a saúde da humanidade! Defendo teses há anos e esta, sem dúvidas, é umas das temáticas  que tenho orgulho, por se tratar da defesa  dos animais. No entanto, também é dolorosa, porque para mim esta realidade, como outras que defendo sequer deveriam ser imaginadas. 

  Conclusão, o sentido da vida se dá quando de fato e de verdade, somos idealistas racionais e praticantes, ou seja, sensatos e saímos em campo na defesa incisiva e destemida do que acreditamos. Que a humanidade reflita sobre o tema em pauta e que surjam mais e mais ativistas que encabecem campanhas e lutem pelos direitos dos animais. Desejo a todos um excelente dia!!!


João Luciano Silva da Costa.